Rede Sociais:

Dra. Mônica Felici

Peeling Facial

Peeling Facial

Quem não gostaria de ter uma pele mais rejuvenescida e revitalizada? Esses são apenas dois dos motivos pelos quais cada vez mais pessoas buscam o peeling facial. Afinal, esse tipo de tratamento estético estimula a renovação celular, substituindo uma camada “morta” por uma pele nova.


Apesar de serem procedimentos muito famosos, nem todas as pessoas sabem dizer quando o peeling é indicado, quais são as diferentes variações e os cuidados necessários após o tratamento. Por isso, contar com o apoio de uma profissional antes mesmo da sessão é imprescindível para garantir os melhores resultados.

 


Peeling facial o que é?


Em inglês, a palavra “peeling” significa algo como “descamar”. Dessa forma geral, o procedimento seria popularmente conhecido como a descamação da pele. Mas, na verdade, essa descamação é a renovação da  epiderme e alguns casos da derme.


As variações do procedimento podem ser superficiais, médias ou profundas. Além disso, eles podem ser físicos, químicos, de diamante, enfim. São muitas as opções! Justamente por esse motivo, a indicação deve sempre partir de uma profissional capacitada.

 


Quando o peeling para o rosto é indicado?


O peeling é indicado para:

 

 

  • Renovar a pele;
  • Melhorar a textura;
  • Fechar os poros;
  • Tratar hiperpigmentações;
  • Tratar melasma, manchas de sol , melanoses , estrias e cicatrizes de acne;
  • Tratamento de acne;
  • Retardar o fotoenvelhecimento.

 


Quais são os tipos de peeling facial?

 

Peeling físico


A versão física do procedimento é considerada superficial e mais conhecida como esfoliação. Ela é realizada para renovar a pele e favorecer a penetração de outros ativos, geralmente indicada para reduzir cravos e estrias.

 


Peeling químico


Em contrapartida, os peelings químicos já transitam entre as categorias de esfoliação superficial, média e profunda, dependendo da indicação da dermatologista. Nesse caso, a renovação é estimulada pela utilização de ácidos em alta concentração. Os ácidos podem ser:

 

 

  • Ácido salicílico: indicado principalmente para o tratamento da acne em pele oleosas;
  • Ácido glicólico: indicado para o tratamento de fotoenvelhecimento cutâneo;
  • Peeling de ácido retinóico: mais indicado para tratar acne, manchas e outros tipos de alterações da superfície da pele. O ácido retinóico também estimula a produção natural de colágeno do corpo e a renovação celular; 
  • Ácido mandélico: mais ndicado para o tratamento de fotoenvelhecimento da pele e manchas para pessoas com fototipo alto.
  • Ácido tioglicólico: já este tipo de ácido costuma ser indicado para tratar manchas corporais, não sendo muito utilizado no rosto;

 


Peeling de cristal


O peeling de cristal é muito indicado para reduzir as marcas de estria, também por meio da estimulação da produção de colágeno. Este é um dos tipos mais procurados em centros estéticos e costuma ser feito no corpo.

 


Peeling de diamante


Por último, temos também o peeling de diamante. Conhecido também como microdermoabrasão, o procedimento faz uma esfoliação profunda da derme, removendo as células mortas. Além disso, ele também ajuda a clarear manchas e suavizar rugas e linhas finas.

 


Peeling facial como é o procedimento?


Antes de mais nada, vale ressaltar que o peeling deve ser feito apenas com a indicação de uma dermatologista. Portanto, o primeiro passo é agendar uma avaliação inicial.


Nesse momento, a profissional vai entender melhor quais são os seus objetivos e avaliar as principais características da sua pele. Com isso, ela poderá indicar um tratamento personalizado e que não vai oferecer riscos para você.


Além disso, a dermatologista também vai indicar os cuidados pré-tratamento que devem ser tomados. Na maioria das vezes, esses cuidados envolvem o uso diário de filtro solar e alguns ácidos que vão ajudar a preparar a pele.


Os peelings faciais são sempre realizados no consultório de uma dermatologista ou cirurgião plástico. Somente esses profissionais têm o conhecimento necessário para realizar uma esfoliação profunda sem causar problemas.


Geralmente, o procedimento dura de 15 a 20 minutos e é indolor. Porém, algumas versões do peeling podem causar desconfortos, como ardências e vermelhidões, que devem sumir em pouco tempo.

 


Quais são os cuidados depois de fazer o peeling?


Após a sessão, a hidratação e a proteção solar são imprescindíveis. Dessa forma, você facilita a regeneração da pele. A descamação pode durar até uma semana e é importante que você não puxe essas camadas.


O retorno ao dermatologista deve ser feito conforme indicado pelo profissional. Com isso, você conta com acompanhamento contínuo para aproveitar todos os benefícios do procedimento.

 


Quanto custa o peeling no rosto?


Como existem diversos tipos de peeling, cada um indicado para uma situação particular, não é possível fornecer um preço único. Ou seja, é preciso, primeiro, montar o tratamento ideal para a sua pele com a dermatologista e, então, elaborar o preço que conta com o melhor custo x benefício para você.


Vale ressaltar ainda que esse é um tratamento estético de alto padrão, feito com toda a segurança para a sua pele e foco nas suas necessidades particulares. Logo, a escolha da profissional pode fazer toda a diferença nos resultados finais. Entre em contato com nossos especialistas agora mesmo para agendar sua avaliação inicial!

 

 

Dra. Mônica Felici 

Dermatologista em Campinas

Whats Dermatologista Dra Mônica Felici em Campinas

Clínica Particular

Contato

Telefone Clique para chamar

(19) 98405-0127

Entre em contato e tire suas dúvidas!

Procedimento Relacionados

Copyright 2020 - Agência Tutti Marketing.

SEO e Otimização Google - Sunset

Instagram

Fale comigo agora mesmo

Clínica particular

Clique para chamar